Baixinho, com 1.58m, Paulo Benedito dos Santos Braga, mais conhecido como Quarentinha, é o maior ídolo da história do Paysandu, o atleta que mais disputou o Re-Pa e eleito o maior jogador do futebol paraense no século XX.

Em 18 temporadas vestindo a camisa do Papão foi 12 vezes campeão paraense, nenhum jogador no Brasil ganhou mais títulos estaduais.

O meia é o 12° maior artilheiro do Paysandu, com 86 gols e jogou em torno de 750 partidas.

NO RE-PA 

Quarentinha foi o jogador que mais disputou o Clássico Rei da Amazônia, foram 135 jogos e 12 gols do meia.

Na "Era Quarentinha" o Paysandu ultrapassou o Remo em número de títulos estaduais, em 1955 o Papão somava 16 títulos e os azulinos 19. Em 1973, ano da aposentadoria do meia, os alvicelestes possuíam 28 títulos, seis a mais que o Remo.

Em um clássico, Quarentinha tentava cobrar arremesso lateral e os torcedores do Remo, muito próximos ao gramado, xingavam e puxavam a camisa do jogador que revidou, o árbitro expulsou o meia. A partida terminou em 0 a 0 e o Paysandu conquistou o segundo turno do Parazão de 1959.

O maior jogador da história do Paysandu tentou iniciar sua carreira no Remo, mas foi dispensado pelo clube por ser baixinho e magro.

Mesmo com sua baixa estatura, Quarentinha foi um gigante do futebol paraense.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem